Acerca de mim

A minha foto
Sou gaja!Sou do Benfica! Vou escrever sobre tudo (logo até sobre nada)...Sobre as coisas que me vierem à cabeça...Sobre abrunhos...Sobre o que me inspira...Sobre o tempo...Sobre a crise... Sobre os últimos sapatos que comprei...Sobre o meu almoço...Sobre tantas coisas...Sobre ejaculação precoce...Antes assim do que pelo contrário...Sobre disfunção eréctil...Sobre nabos...Sobre gajas e gajos...Gostei...Sobre bananas verdes...Sobre uma peça de bijutaria...Sobre pepinos...Sobre eu,quer seja estupidez ou não,mas normalmente é!Faço colecção de caracóis em materiais diversos*

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Não posso...

...Tirar a casca/concha porque o PNEUMÓSTMA fica em baixo!

24 comentários:

  1. Caracol,

    Que raio de comentário foi aquele? Foi vírus ou folheto informativo? Se foi o segundo, agradeço. Não sabia que se faziam tantos estudos com caracois... :)

    Boa semana!

    ResponderEliminar
  2. Por acaso também ando com o PNEUMÓSTMA em baixo...

    Será da chuva que se aproxima?

    ResponderEliminar
  3. Oh "caracolinha", tipo assim, vamos lá conversar as duas.
    Que andes a fazer post's desparatados é lá contigo, o pessoal até se ri um bocado e tal, agora andares a comentar os post's sérios do pessoal com disparates, é que "prontos", né!
    Tipo assim sensibilidade na coisa dava jeito lol

    Vejo que és uma caracolinha muito inteligente dado o mega comentário que fizes-te, quer dizer que copias-te de algum lado e deste em colocar em todos os comentários que fazes lol

    Tenho um conselho se a tua Pneumóstma baixa assim, então não tires a carapaça, tá? lol

    Bjks***

    ResponderEliminar
  4. O uso de moluscos gastrópodes (caracóis) para estudos neurobiológicos é vantajoso porque o seu sistema nervoso e comportamentos são intermediários em complexidade quando comparados a outros animais. Os padrões de atividade derivados do sistema nervoso central são modulados por informações periféricas provenientes de vários quimio e mecanorreceptores, os quais desempenham funções importantes na manutenção da homeostase interna. Assim, juntos, elementos centrais e periféricos permitem ao animal modular seu comportamento respiratório de acordo com suas demandas metabólicas. O objetivo deste trabalho originou-se da necessidade da compreensão da atividade respiratória do caracol pulmonado terrestre Megalobulimus abbreviatus, da identificação dos neurônios do sistema nervoso central envolvidos no seu controle, bem como da organização da inervação de uma estrutura-chave envolvida no comportamento respiratório deste animal, o pneumóstoma. Realizou-se a identificação dos neurônios do SNC que controlam o PNEUMÓSTOMA através de marcação retrógrada pelo nervo parietal posterior direito com cloreto de cobalto e biocitina; a descrição da morfologia e da histologia da região do PNEUMÓSTOMA, assim como a análise da presença de monoaminas, atividade acetilcolinesterásica e de imunorreatividade a FMRF-amida nesta região. Também foi realizada a investigação sobre uma provável relação entre o sistema dopaminérgico, serotoninérgico e peptidérgico com os neurônios identificados por marcação retrógrada nos gânglios nervosos centrais, através da comparação entre os neurônios retrogradamente marcados com neurônios imunorreativos à tirosina hidroxilase, serotonina e FMRF-amida. Neurônios retrogradamente marcados foram encontrados nos gânglios pedais, pleural direito, parietal direito e visceral. Encontrou-se na superfície do tegumento do PNEUÓSTOMA um epitélio constituído de uma única camada de células cilíndricas, com microvilosidades ou cílios como terminação apical, envolvido por uma camada muscular bem desenvolvida. Foi possível verificar que a organização da inervação na região do PNEUMÓSTONA está constituída de uma rede neural para suprir a camada muscular e ramos neurais mais finos que estão mais densamente distribuídos em um plexo na camada epitelial e subepitelial adjacente, onde corpos celulares neuronais foram identificados. A análise do padrão de inervação do PNEUMÓSTONA, juntamente com os dados da comparação entre neurônios retrogradamente marcados e imunorreativos no SNC, permitiu concluir-se que o neuropeptídeo FMRF-amida parece ter uma grande importância na regulação motora da região do PNEUMÓSTOMA, assim como a 5-HT, que provavelmente possui uma função motora ou modulatória nesta região, enquanto que a participação da dopamina no controle respiratório deve ser principalmente sensorial, responsável pelas informações provindas do tegumento do PNEUMÓSTOMA.

    ResponderEliminar
  5. Minha adorável Caracoleta, folgo em saber que andas bem do Pneu...Most(r)a(ste-)m(e)que no teu caso estás segura de ti.
    COmo viste só aparece pessoal a querer que tires a casca...depois vêm-nos dizer que tu é que deitas os corninhos de fora, cambada que só quer pessoal despido e a babar-se.
    Já agora a tua casquinha é multicolor? Sou colecionador e sonho em ter na minha colecção uma cacaroleta Benfiquista!

    ResponderEliminar
  6. Ta inspirada hoje,,,ou será que tá pirada? rs...bom dia.

    ResponderEliminar
  7. REFLEXÕES DO COMPANHEIRO FIDEL
    O QUE ESCREVI NA TERÇA-FEIRA DIA 19

    Nessa terça-feira não houve notícia internacional fresca. A minha modesta mensagem ao povo, da segunda-feira 18 de Fevereiro, não teve dificuldade para ser divulgada com amplitude. Desde as 11h:00 comecei a receber notícias concretas. Na noite anterior dormira como nunca. Tinha a consciência tranquila e me prometera umas ferias. Os dias de tensão, esperando a proximidade de 24 de Fevereiro, deixaram-me exausto.
    Hoje não direi nem uma palavra sobre pessoas queridas em Cuba e no mundo, que de mil maneiras diferentes expressaram suas emoções. Recebi igualmente um elevado número de opiniões recolhidas na rua com métodos fiáveis, as que quase sem excepção, e de forma espontânea, verteram seus mais profundos sentimentos de solidariedade. Algum dia falarei no tema.
    Neste instante dedico-me ao adversário. Desfrutei observando a posição embaraçosa de todos os candidatos a Presidente dos Estados Unidos. Foram obrigados, um por um, a proclamarem as suas imediatas exigências a Cuba para não arriscar um só eleitor. Nem que eu fosse Prêmio Pulitzer interrogando-os na CNN sobre os assuntos políticos mais delicados e inclusive pessoais, desde Las Vegas, onde reina a lógica do acaso das roletas de jogo e aonde é preciso frequentar humildemente se alguém aspira ser Presidente.
    Meio século de bloqueio lhes parecia pouco aos predilectos. ¡Mudança, mudança, mudança!, gritavam ao uníssono.
    Concordo com isso, mudança!, mas nos Estados Unidos. Há tempo que Cuba mudou e continuará o seu rumo dialéctico. Não regressar jamais ao passado!, exclama nosso povo.
    ¡Anexação, anexação, anexação!, responde o adversário; é o que no fundo pensa quando fala em mudança.
    Martí, quebrando o silêncio de sua luta silenciosa, denunciou o império voraz e expansionista já descoberto e descrito pela sua genial inteligência, mais de um século depois da declaração revolucionária de independência das 13 colónias.
    Não é mesma coisa o fim duma etapa que o início do fim dum sistema insustentável.
    Logo, as minguadas potências européias aliadas a esse sistema, proclamam as mesmas exigências. Ao seu ver, tinha chegado a hora de dançar com a música da democracia e da liberdade que, desde os tempos de Tomás de Torquemada, jamais realmente conheceram. O colonialismo e o neocolonialismo aplicados a continentes inteiros, donde tiram energia, matérias-primas e mão-de-obra baratas, os desclassificam moralmente.
    Um ilustríssimo personagem espanhol, antigamente ministro de Cultura e socialista impecável, hoje, e há tempo disso, porta-voz das armas e da guerra, é a síntese da sem-razão pura. Cossovo e a declaração unilateral de independência os abalam neste instante como um pesadelo impertinente.
    No Iraque e no Afeganistão continuam morrendo homens de carne e osso com fardas dos Estados Unidos e da NATO. A lembrança da URSS, desintegrada em parte pela aventura intervencionista no segundo dos dois países, persegue os europeus como uma sombra.

    Fidel Castro Ruz 21 de Fevereiro de 2008 18h:34

    http://www.cuba.cu/gobierno/discursos/index.html

    Segue o link...

    ;)

    ResponderEliminar
  8. bem, que comentário enorme.....LOL

    Obrigada pela visita.

    Maria

    ResponderEliminar
  9. podes sim

    vai buscar um escadote e já ficas com a coisa por cima

    ResponderEliminar
  10. Eu pedia-lhe o favor acabasse com esses comentários SPAM porque para além de me encher a caixa do correio são uma falta de respeito... ou seja se gosta do meu blog faça comentários oportunos e adequados porque senão não vale a pena sequer estar-me a seguir!!

    ResponderEliminar
  11. Bom senso é um conceito usado na argumentação que é estritamente ligado às noções de sabedoria e de razoabilidade[1], e que define a capacidade média que uma pessoa possui, ou deveria possuir, de adequar regras e costumes à determinadas realidades, e assim poder fazer bons julgamentos e escolhas. Pode, assim, ser definido como a forma de "filosofar" espontânea do homem comum, também chamada de "filosofia de vida", que supõe certa capacidade de organização e independência de quem analisa a experiência de vida quotidiana.

    O bom senso é por vezes confundido com a ideia de senso comum, sendo no entanto muitas vezes o seu oposto. Ao passo que o senso comum pode reflectir muitas vezes uma opinião por vezes errónea e preconceituosa sobre determinado objecto, o bom senso é ligado à ideia de sensatez, sendo uma capacidade intuitiva de distinguir a melhor conduta em situações específicas que, muitas vezes, são difíceis de serem analisadas mais longamente. Para Aristóteles, o bom senso é "elemento central da conduta ética uma capacidade virtuosa de achar o meio termo e distinguir a acção correta, o que é em termos mais simples, nada mais que bom senso.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  12. Redacção
    O pneumostma
    O pneumostma é uma coisa muito interessante que só os caracois possuem. Eu nunca vi um pneumostma mas já vi muitos caracois. Parece que os caracóis ficam com o pneumostma em baixo se sairem da sua cas(c)a.
    Quando for grande quero ver o pneumostma de um caracol.
    Eu gosto muito de caracois!

    ResponderEliminar
  13. O teu comentário foi épico xD muito bem!

    Mas isso de só mostrares o resumo deixou-me desiludida, cadê as conclusões, o resultado?? Como é verdadeiramente a morfologia do pneumóstoma?? E a serotonina (5-HT) sempre possui uma função motora no pneumostoma ou não??
    Assim não dá rapariga!
    Bem, eu se fosse a ti passava era isso para português de Portugal porque apesar do novo acordo cortar os c's, não te safas com o acento circunflexo nos neurónios...

    Agora a sério, recomendo vivamente o "Behavior and its Neural Control in Gastropod Molluscs" de Ron Chase, acho que ias gostar muito.

    (e btw tens mesmo de tirar a casca, mas o pneumostoma fica na parede corporal lateral direita do caracolzinho, tecnicamente não é em baixo)

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  14. Seu blog é muito interessante...
    Estou te seguindo.... Tenha um Lindo Dia!
    Siga meus Blogs: http://cartasdeumcoracao.blogspot.com/
    E
    http://deusemminhaalma.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  15. foi difícil encontrar-te! No perfil de seguidor não tens o link do teu blog :x

    ResponderEliminar
  16. Quando o meu primito era pequeno apanhei-o no jardim a comer caracois. Será que foi essa tal pseu.... não sei das quantas que lhe afectou o cerebro?

    ResponderEliminar
  17. A descrição sobre a tua especie foi bastante técnica mas estava incompleta, faltou especificar como vocês fazem sexo :(

    ResponderEliminar
  18. nunca vi um pneumostoma, pneucostoma, pneulomostomica, mas caracóis vejo muitos. Sobretudo no prato!

    ResponderEliminar